Secretaria Geral

Hannover Messe «é uma ótima oportunidade para projetar Portugal»

Hannover Messe «é uma ótima oportunidade para projetar Portugal»

O Ministro da Economia, António Costa Silva, afirmou que a feira Hannover Messe'22 «é uma ótima oportunidade para projetar Portugal» e espera que esta «impulsione ainda mais a atração de investimento».
 
A Hannover Messe'22 decorre na Alemanha, entre 30 de maio e 2 de junho, e será inaugurada pelo chanceler alemão, Olaf Scholz, e pelo Primeiro-Ministro português, António Costa.

 
«A feira de Hannover é a maior feira industrial e tecnológica do mundo, é uma espécie de montra, de showroom para as tecnologias mundiais, as novas tendências, os produtos, as empresas», disse António Costa Silva.
 
«Vamos levar cerca de 109 empresas portuguesas a Hannover e promover os setores que achamos que são muito importantes para o desenvolvimento futuro na parte industrial: metalomecânica, bens de equipamento, todo o setor automóvel, a mobilidade, as energias renováveis, como também os plásticos e os moldes», referiu.
 
Portugal é o País parceiro deste ano, pelo que as atenções deverão estar centradas, além da Alemanha, no mercado português. «A expectativa é que todos estes setores nacionais possam apresentar-se, possam construir a sua rede de relações e inclusive ter parceiros alemães e investidores», reforçou o Ministro.
 
«A caminho de Hannover» promove feira em Braga, Aveiro e Sintra
 
A feira será promovida em três grandes eventos, que se realizam a 13, 18 e 24 de maio. O primeiro encontro decorre em Braga e junta 42 empresas (20 do Porto, 20 de Braga, uma da Guarda e uma de Bragança). Já o segundo, em Aveiro, reúne representantes de 39 empresas (35 de Aveiro, dois de Coimbra e dois de Viseu). O último encontro, a 24 de maio, terá lugar em Sintra e conta com 28 empresas (17 de Lisboa, nove de Leiria, uma de Santarém e uma de Setúbal).

 
Com as sessões «A caminho de Hannover», o Governo pretende ouvir os empresários e destacar a importância da presença portuguesa na Hannover Messe'22. «Estes eventos são importantes para atrair a atenção e mobilizar todos estes setores a estarem presentes», disse António Costa Silva.
 
O Ministro afirmou ainda que «temos empresas que estão exatamente na primeira linha da competitividade e em muitos setores empresariais que marcam presença na feira houve uma espécie de reconfiguração e reinvenção dos seus processos de fabrico e produção, com a aplicação da digitalização, da robotização, inclusive de segmentos da cadeia de valor que já estão robotizados».
 
Além da digitalização, engenharia e energias renováveis, António Costa Silva destacou uma quarta área relacionada com automação, realidade aumentada e realidade virtual.
 
Investimento estrangeiro está a crescer
 
«Há indicadores importantes da economia portuguesa que nos fazem acreditar numa recuperação», afirmou o Ministro, acrescentando que «o investimento está a funcionar muito bem».

 
Apesar da inflação e da escassez de matérias-primas, António Costa Silva referiu que «o índice de produção industrial neste último mês subiu e, portanto, muitas empresas têm encomendas».
 
Nos dois primeiros meses deste ano «conseguimos, em termos de investimento direto estrangeiro, o saldo líquido de 2,2 mil milhões de euros, cerca de um terço que tivemos em 2021, onde batemos todos os recordes. Espero que Hannover impulsione ainda mais esta atração de investimento e crie oportunidades para o futuro», disse.
 
Sob o mote «Portugal Makes Sense», Portugal estará representado por 109 empresas que desenvolvem atividade nas áreas de soluções de engenharia (engineering parts & solutions), soluções de energia (energy solutions) e ecossistemas digitais (digital ecosystems), abrangendo os setores dos equipamentos e da metalomecânica, mobilidade, setores automóvel e aeronáutico, automação e robótica, têxteis e plásticos técnicos, moldes, tecnologias de produção e energias renováveis.

in Portal do Governo

2022-05-12

 

  • Recrutamento
  • Reserva de espaços
  • Denúncias / Queixas
  • Eventos SGE
  • Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental
  • Portugal 2020