Secretaria Geral

Investimento público e estímulos ao investimento privado crescem no Orçamento para 2022

Investimento público e estímulos ao investimento privado crescem no Orçamento para 2022

O Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, afirmou que o Orçamento de Estado para 2022 é aquele «em que o investimento público e os estímulos ao investimento privado mais crescem», entre os orçamentos dos últimos anos, à margem da sessão comemorativa do 20.º aniversário do Centro Técnico da empresa da indústria automóvel Yazaki Saltano, em Ovar.

O Ministro sublinhou que o próximo orçamento exige muito cuidado, por ter de conjugar «a disciplina das finanças públicas» para que o País regresse à «trajetória de redução da dívida pública», e, ao mesmo tempo, «usar todas as disponibilidades que temos para conseguir apoiar o investimento, conseguir aumentar os rendimentos das famílias e continuar a reforçar os serviços públicos, particularmente, no setor da saúde».

«Este é um exercício complicado. Provavelmente toda a gente gostava mais que fosse feito mais esforço, reduzíssemos mais os impostos, aumentássemos mais a despesa pública, mas, na verdade, temos de conciliar esses objetivos com uma postura de responsabilidade nas finanças públicas», afirmou ainda.

Pedro Siza Vieira acrescentou que devido às regras de disciplina orçamental da União Europeia que Portugal, provavelmente, voltará a ter em 2023, é necessário que esteja «bem posicionado para continuar a ter a trajetória de redução dos juros da dívida pública e de reconhecimento pelo nosso esforço de disciplina nas finanças públicas».

O Ministro apontou também que a proposta do Orçamento de Estado para 2022 conjuga um reforço muito significativo dos incentivos financeiros às empresas e um incentivo fiscal ao investimento das empresas.

«Precisamos não apenas de transferir capital para as empresas através de fundos europeus, mas também apoiar as empresas que investem. Esse é o esforço conjugado para que, através do maior investimento, possamos capacitar as nossas empresas a continuar a crescer nos próximos anos», disse.

Siza Vieira disse também esperar que, em 2021, o País volte «a bater o recorde de captação de investimento estrangeiro», particularmente no setor da indústria e das tecnologias da informação e comunicação.

in Portal do Governo

2021-10-12

 

  • Recrutamento
  • Denúncias / Queixas
  • Reserva de espaços
  • Não Paramos. Estamos ON
  • COVID-19
  • Portugal 2020
  • Indústria 4.0